Tarcísio afirma que irá comprar sirenes de alerta até o ano que vem

Em visita ao Rio, Tarcísio disse que pretende comprar sirenes de alerta de deslizamentos para litoral e região metropolitana de SP até 2023

atualizado 04/03/2023 15:41

Tarcísio afirma que irá comprar sirenes de alerta até o ano que vem Divulgação/Governo de São Paulo

São Paulo – Em visita ao Rio de Janeiro neste sábado (4/3), o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), afirmou que pretende adquirir sirenes de alertas de risco para deslizamentos até o verão do ano que vem.

Ele afirmou que as áreas prioritárias são o litoral norte, a Baixada Santista e a região metropolitana de São Paulo.

“Hoje nós não temos sirenes. Então, a ideia é adquirir isso de modo que, no ano que vem, a gente tenha. Não sei dizer o número agora. As áreas prioritárias são Baixada Santista, litoral norte e região metropolitana”, afirmou.

Os deslizamentos causados há duas semanas na região de São Sebastião, no litoral norte paulista, deixaram ao menos 65 mortos. Cerca de mil pessoas seguem desabrigadas. Na ocasião, não havia sirenas para alertar a população local. 

Tarcísio afirmou ainda que pretende investir na ampliação do Centro de Operações paulista e também na compra de mais radares meteorológicos.

“A gente vai comprar radares também para o litoral. Hoje, nossos radares em São Paulo estão basicamento no planalto. Então, a gente vai fazer esses investimentos, vamos ampliar nosso centro, contratar mais meteorologistas, para a gente aumentar a eficácia das nossas previsões”, disse o governador.

Tarcísio visitou o Centro de Operações Rio ao lado do prefeito da cidade, Eduardo Paes (PSD). Ele elogiou a estrutura de monitoramento e prevenção de desastres do município e afirmou que membros da Defesa Civil paulista irão fazer um intercâmbio na cidade.

“Nós vamos trazer para cá nosso pessoal de Defesa Civil, para fazer esse intercâmbio, para aprender sobre o sistema de sirenes, sobre alguns protocolos que já tem aqui no Rio de Janeiro. Acho que o Rio se estruturou muito bem ao longo dos últimos anos. Aquilo que é bom, vamos importar porque a gente ganha tempo”, afirmou Tarcísio.

Integração

Tarcísio de Freitas também participou neste sábado do encerramento da 7ª edição do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud).

Na ocasião, foi apresentada uma carta com um conjunto de propostas para o desenvolvimento de políticas públicas dos estados participantes do Cosud. Ente os principais temas debatidos estão a revisão do Pacto Federativo, as concessões de saneamento e a Reforma Tributária.

Estiveram presentes os governadores de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Mais lidas
Últimas notícias