MPSP pede condenação de acusado de incendiar estátua de Borba Gato

Ministério Público de SP (MPSP) pediu que Galo seja condenado a mais de 3 anos de reclusão por ter colocado fogo na estátua de Borba Gato

atualizado 24/11/2022 10:31

Estátua Borba Gato em chamas Reprodução/Twitter

São Paulo – O Ministério Público de São Paulo (MPSP) pediu à Justiça a condenação em mais de 3 anos de reclusão do motoboy Paulo Roberto da Silva Lima, de 33 anos, conhecido como Paulo Galo, por incendiar, em 2021, a estátua de Borba Gato.

A Promotoria também solicitou para a 5ª Vara Criminal a absolvição do motorista por aplicativo Danilo Silva de Oliveira, o Biu, de 37 anos, e do motorista de caminhão Thiago Vieira Zem, de 36 anos, segundo o G1.

Os motoristas foram acusados pelos crimes de associação criminosa, adulteração de placa de veículo e corrupção de menor. Eles transportaram pneus até o monumento de homenagem ao bandeirante, mas alegam que não sabiam o que seria feito.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Incêndio na estátua de Borba Gato

Em 24/7/21, viralizaram nas redes sociais vídeos e fotos da estátua de Borba Gato sendo incendiada. Os três réus do processo respondem em liberdade, mas chegaram a ser presos na época.

O julgamento começou em agosto deste ano no Fórum Criminal da Barra Funda, na zona oeste da capital paulista. A Justiça ainda não deu a sentença do caso.

Os advogados Jacob Filho, André Lozano Andrade e Marcella Rezende defendem Paulo Galo e Biu na ação. A defesa afirmou que pedirá para a Justiça inocentar os dois.

Mais lidas
Últimas notícias