metropoles.com

Automobilismo no estádio do Ibirapuera gera revolta entre atletas

Realização de prova de automobilismo no estádio Ícaro de Castro Melo, ao lado do Ginásio do Ibirapuera, gera revolta no mundo do atletismo

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Imagem mostra trator removendo pista de atletismo no Ibirapuera - Metrópoles
1 de 1 Imagem mostra trator removendo pista de atletismo no Ibirapuera - Metrópoles - Foto: Reprodução

São Paulo — O presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Wlamir Motta Campos, criticou nesta segunda-feira (12/2) a realização de um evento de automobilismo no Estádio Ícaro de Castro Melo, ao lado do Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A postagem em rede social foi acompanhada de uma série de manifestações de pessoas ligadas ao atletismo, incluindo o medalhista olímpico Joaquim Cruz.

A prova faz faz parte de uma das etapas do Ultimate Drift e será realizada nos dias 9 e 10 de março, após autorização do governo estadual.

“Estou extremamente preocupado e até mesmo indignado com a informação de que o templo maior do atletismo nacional, a Pista de Atletismo do Ibirapuera, receberá no próximo mês uma prova de automobilismo”, disse em seu perfil em rede social.

A publicação foi acompanhada de um vídeo que mostra um trator removendo o que restou da pista de atletismo, que estava abandonada.

O presidente da CBAt ressalta que drift é uma competição que tem como objetivo “derrapar com a traseira do veículo para um lado e as rodas dianteiras no sentido contrário da curva”. “Respeito todos os esportes, mas não posso achar e jamais acharei normal realizar uma prova automobilística numa pista de atletismo”, diz.

Campos afirma que os maiores eventos do atletismo brasileiro foram realizados no Ibirapuera e que há bastante tempo se busca a revitalização do local. “Entendo que existam outros espaços, principalmente autódromos, que possam receber o drift”, diz.

O presidente da CBAt afirma que entrou em contato a Secretaria Estadual de Esportes manifestando a sua indignação. “Seguiremos acompanhando os desdobramentos e também tomaremos as medidas cabíveis em defesa do atletismo e desse templo maior que é a Pista de Atletismo do Ibirapuera, Estádio Ícaro de Castro, que no dia 21 de agosto completa 70 anos”, diz.

Medalhista olímpico

Além do presidente da CBAt, o medalhista olímpico Joaquim Cruz também se manifestou na tarde desta segunda (12/2) contra a realização do evento de automobilismo no Estádio do Ibirapuera. Cruz conquistou medalhas de ouro na Olimpíada de Los Angeles, em 1984, e de prata, em Seul, 1988, ambas na disputa dos 800 metros.

Ícone do atletismo nacional, Cruz diz que o local não é apropriado para a realização de eventos de automobilismo. “A base da pista de atletismo do Ibirapuera não foi construída para suportar eventos de corridas automobilísticas e terá um custo mais elevada para a sua restauração”, disse.

Concessão

O Complexo do Ibirapuera, do qual o estádio faz parte, passa por processo de tombamento. Ainda assim, também está nos planos de concessão do governo estadual.

Durante a gestão João Doria (PSDB), houve até mesmo um projeto para construção de arena multiuso no local, que seria bancada pela iniciativa privada.

O que dizem as autoridades

A Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo, sob a gestão do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), afirma que tem investido na reforma dos complexos esportivos e construção de novos equipamentos, com objetivo de melhorar as condições de treino dos atletas. “Um exemplo desse programa de revitalizações é a construção da pista de Atletismo da Vila Olímpica Mário Covas, que atenderá a exigências internacionais”, diz, em nota.

Segundo a secretaria, a pista do Estádio Ícaro de Castro Melo não apresentava condições de uso para prática competitiva e recreativa há anos e a atual gestão realiza estudos para sua reforma.

“O evento de automobilismo propiciou a retirada do piso que já estava bastante danificado e impróprio para o uso e o encaminhamento do material para reciclagem, protegendo o meio ambiente e trazendo economia aos cofres públicos”, afirma a pasta.

A secretaria também diz que segue as tratativas com CDHU e IPHAN para um projeto de recuperação total do Complexo Esportivo Constâncio Vaz Guimarães, “propiciando ao Complexo Esportivo condições de abrigar as principais competições do atletismo nacional e do esporte em geral, como acontecia até 2013”.

A Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) afirma que cabe ao promotor do evento negociar diretamente com o proprietário e mantenedor da praça esportiva a realização da competição no Ibirapuera.

“Como supervisora técnico-desportiva do Brasileiro de Drift, a CBA acompanha toda a dinâmica da etapa, incluindo vistoria de local, por intermédio da Comissão Nacional de Arrancada e Drift. O parecer da Comissão foi solicitado e será encaminhado a você tão logo esta comunicação o receba”, diz, em a entidade, em nota.

A organização do Ultimate Drift não foi localizada até a publicação desta reportagem. O espaço segue aberto para manifestação.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSão Paulo

Você quer ficar por dentro das notícias de São Paulo e receber notificações em tempo real?

Notificações