metropoles.com

Adolescente invade escola em SP e esfaqueia professores e aluno

Um adolescente de 13 anos esfaqueou um aluno e quatro professores, na manhã desta segunda-feira (27/3), em uma escola na Vila Sônia

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/SBT
ataque-escola-SP
1 de 1 ataque-escola-SP - Foto: Reprodução/SBT

São Paulo – Um adolescente de 13 anos esfaqueou um aluno e quatro professores, na manhã desta segunda-feira (27/3), em uma escola na Vila Sônia, zona oeste de São Paulo. O atentado ocorreu por volta das 7h20, de acordo com a Polícia Militar.

O adolescente feriu as vítimas logo após a abertura dos portões da Escola Estadual Thomazia Montoro. O adolescente, que é aluno da unidade de ensino, acabou contido pelos policiais (foto de destaque). Por volta das 10h30, foi confirmada a morte da professora Elisabeth Tenreiro, de 71 anos, uma das vítimas do ataque a faca.

Pais se desesperaram na porta do colégio em busca de informações sobre os filhos. Alunos relataram momentos de pânico durante o ataque. Contaram que, quando a confusão começou, eles correram e se esconderam. Estudantes e professores reforçaram as portas com cadeiras, para que o adolescente não entrasse.

0

 

Os professores esfaqueados tentaram evitar o ataque. “A professora foi defender o menino e ele começou a esfaquear o braço dela”, contou uma estudante, ainda assustada.

Veja relato de uma das testemunhas:

Maria José Fernandes, mãe de uma estudante de 13 anos da escola, disse que o rapaz que atacou a instituição de ensino tinha brigado semana passada com outro aluno. Segundo a empregada doméstica, o colégio poderia ter evitado o ataque.

Confira a localização da escola:

Imagem do mapa da escola

 

Outro estudante contou que a briga da semana passada teria começado por causa de ataques racistas feitos pelo autor das facadas a outro aluno. De acordo com relatos de alunos, o agressor entrou na sala logo pela manhã com uma máscara preta e começou a golpear uma das professoras pelas costas.

O aluno xingado de “macaco” pelo autor das facadas na semana passada não teria ido à escola hoje. O estudante atacado foi um colega que o defendeu durante os xingamentos, dias atrás.

Além do aluno esfaqueado, outro estudante foi levado ao hospital em choque.

Nívia Maria da Silva, conselheira tutelar da região, está na escola e informou que o ataque foi uma surpresa. “Não fomos informados sobre qualquer problema aqui”, disse. A Secretaria de Educação de SP ainda não se manifestou.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSão Paulo

Você quer ficar por dentro das notícias de São Paulo e receber notificações em tempo real?

Notificações