Prestador de serviços da CEB relata trauma após acidente em subestação

Na terça (23/10), o irmão dele e outro funcionário da companhia sofreram queimaduras enquanto faziam manutenção da rede em Águas Claras

Material cedido ao MetrópolesMaterial cedido ao Metrópoles

atualizado 25/10/2018 18:53

“Fecho os olhos e lembro de tudo”. A frase é do prestador de serviços da Companhia Energética de Brasília (CEB) Silas Rodrigues, 45 anos. Na terça-feira (23/10), ele testemunhou um acidente que deixou dois outros funcionários terceirizados queimados enquanto faziam manutenção preventiva da rede na subestação de Águas Claras.

Um deles é Thiago Rodrigues, 33, irmão de Silas. “Não sei se foi uma descarga, mas não teve saída de corrente. Tudo que vi foi uma fumaça muito grande. Estou traumatizado até agora”, contou o trabalhador.

Imediatamente, ele e outro operador da CEB acionaram o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal. De acordo com Silas, o socorro foi rápido. Chegou em 10 minutos.

O acidente deixou o irmão com 18% do corpo queimado. Thiago sofreu queimaduras no rosto, em todo o braço esquerdo, em parte das costas e nas mãos. Ele está no Hospital Regional da Asa Norte, o Hran, referência no tratamento de queimados.

Ao Metrópoles, outro irmão de Silas, Denirval Rodrigues, 43, disse que o estado do funcionário é estável, porém “delicado”. “Ele [Thiago] reclama de muitas dores no braço esquerdo, que foi a parte mais atingida”, explica.

Procurada, a CEB disse que dos quatro funcionários presentes, só dois precisaram ser socorridos e ambos apresentam quadro de saúde estável. “Um arco elétrico se abriu, provocando queimaduras nos prestadores, que receberam os primeiros socorros pelo Corpo de Bombeiros ainda no local e foram encaminhados para o Hran”, informou, em nota.

Apagão
O acidente provocou apagão em Águas Claras. Foram afetadas, ainda de acordo com a empresa, 23.427 unidades consumidoras, de um total de 84.436 clientes atendidos pela subestação. Por volta das 15h30, a energia não havia voltado.

Mais cedo, a estatal fazia manutenção programada da rede elétrica em Águas Claras. Para isso, interrompeu o fornecimento desde as 9h. O desligamento estava previsto para acabar às 15h.

Últimas notícias