Trump rompe tradição de 151 anos e não vai à posse de Joe Biden

O presidente dos EUA afirmou, no Twitter, que não comparecerá à posse de seu sucessor na Casa Branca, no próximo dia 20

atualizado 08/01/2021 14:20

Presidente trump durante pronunciamentoChip Somodevilla/Getty Images

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou em um tuíte na manhã desta sexta-feira (8/1) que não comparecerá à cerimônia de posse do sucessor, o democrata Joe Biden. É a terceira publicação de Trump desde a liberação do bloqueio por 12 horas de sua conta no Twitter.

No tuíte, Trump diz que, respondendo “a todos que perguntaram”, não irá à posse no dia 20 de janeiro.

O presidente teve todas as suas contas bloqueadas na quarta-feira (6/1), depois que incitou a invasão ao Capitólio dos Estados Unidos, em Washington D.C.  No Twitter, Trump ficou bloqueado por 12 horas e teve três tuítes removidos “por violações graves e repetidas” da política de integridade cívica da empresa.

Trump romperá uma tradição de 151 anos – presidentes que deixam o cargo sempre estão presentes à cerimônia de troca de poder. A última vez que isso tinha acontecido nos Estados Unidos fora em 1869, quando Andrew Johnson deixou de comparecer à posse de Ulysses S. Grant.

Antes dele, outros dois presidentes do século 19 não tinham participado da cerimônia de posse de sucessores: John Adams, em 1801; e o filho dele, John Quincy Adams, em 1829.

Mais lidas
Últimas notícias