*
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (6/11), que o atirador responsável pela morte de 26 pessoas no domingo (5), durante um culto de uma igreja batista no Texas (EUA), sofria de problemas mentais. Outras 20 ficaram feridas durante o ataque. Citando relatos preliminares, Trump afirmou que o agressor era um “indivíduo bastante perturbado”.

O atirador foi identificado como Devin Patrick Kelley, 26 anos, um ex-servidor da Força Aérea. Ele fora expulso da instituição após agredir a mulher e o filho. Kelley morreu depois de fugir de carro do local, mas ainda não está claro se ele se suicidou ou foi assassinado pela polícia.

Trump chegou ao Japão no domingo dando início a uma viagem que fará por vários países da Ásia. Ele disse que o país irá comprar grandes quantidades de equipamento militar americano.

Ao lado de Trump na coletiva, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, confirmou que o Japão tem planos de adquirir aviões de caça e aperfeiçoar seus atuais sistemas antimísseis. Segundo Abe, seu país irá comprar mais sistemas de defesa do tipo Aegis dos EUA. (Com informações da Agência Estado)

 

 

COMENTE

JapãoatiradorTrump
comunicar erro à redação