Trump corta ajuda a países pobres: imigração crescerá, dizem políticos

Países da América Central, El Salvador, Guatemala e Honduras não receberão mais doações financeiras do EUA

Chris Kleponis-Pool/Getty ImagesChris Kleponis-Pool/Getty Images

atualizado 30/03/2019 16:18

A administração do presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou neste sábado (30/3), em comunicado, a suspensão da ajuda direta dos EUA para três países da América Central: El Salvador, Guatemala e Honduras. O anúncio desagradou os democratas do Congresso dos EUA. A oposição afirma que o ato irá elevar a imigração.

Representantes do governo não deram nenhuma explicação imediata para o movimento. Trump tem tentado abrandar a imigração desses países através do México. O anúncio foi feito, após o presidente americano ameaçar, na última sexta-feira (29/3), fechar a fronteira dos EUA com o México na próxima semana.

Para os democratas, a ação do presidente americano, Donald Trump, de cortar a ajuda financeira a Honduras, El Salvador e Guatemala só aumentará o fluxo de imigrantes para os Estados Unidos. O presidente do Comitê de Relações Exteriores da Câmara, Eliot Engel, e outros deputados disseram que a ajuda dos EUA tem ajudado esses países a lidar com a raiz das causas da migração por famílias e crianças. Os democratas consideram o movimento de Trump “totalmente contraproducente”.

Últimas notícias