Padre ativa filtros em live de missa na Itália e viraliza

Além de uma palavra de conforto às pessoas que sofrem com a pandemia de coronavírus, o padre também acabou levando um pouco de alegria

Padre Paolo LongoReprodução/Facebook

atualizado 25/03/2020 11:55

Um padre italiano ativou acidentalmente os filtros de vídeo quando transmitiu ao vivo uma missa pelo Facebook, em meio a pandemia de coronavírus do país.

O vídeo, que foi visto mais de milhares de vezes no Twitter, captura Paolo Longo no momento em que ele se afasta da câmera para iniciar a live. Segundos depois que o vídeo começa, vários filtros começam a aparecer no rosto do padre enquanto ele tenta conduzir a missa on-line.

0

No clipe, o padre – cuja localização na Itália ainda é desconhecida – está ao lado de uma cruz. Em seu rosto aparecem um capacete digital, um conjunto de pesos animados e óculos de sol. O Sr. Longo também teve colocado em seu rosto uma magnífica barba grisalha, antes de todo o seu rosto se transformar no de um gato preto e branco.

O vídeo foi postado no Twitter por Gavin Shoebridge (veja abaixo), que o compartilhou ao lado da legenda: “Na Itália hoje, um padre decidiu transmitir ao vivo uma missa devido ao COVID-19. Infelizmente, ele ativou os filtros de vídeo por engano.”

Muitas pessoas acharam o momento divertido, em meio à tristeza na população italiana, e outros deixaram recados motivadores para o padre. “A única coisa que me fez rir ultimamente. Eu já assisti 10 vezes. Este doce padre trouxe risos ao homem sem querer. Deus trabalha de maneiras estranhas”, afirmou uma pessoa. “Dificuldades técnicas não o impedirão. Ele está em uma missão de Deus”, elogiou outro.

Fé on-line

Padres em toda a Itália passaram a realizar suas funções virtualmente, depois que o primeiro-ministro Giuseppe Conte impôs uma quarentena obrigatória desde 9 de março. A movimentação da população nas ruas está restrita, exceto em casos de emergência e de trabalho.

O país fechou todos os negócios não essenciais nesta semana, com o número de mortos atingindo 6.820, com mais de 69 mil casos de Covid-19 confirmados.

0

 

 

Últimas notícias