*
 

A Organização das Nações Unidas (ONU) começou nesta segunda-feira (14/5) a enviar à República Democrática do Congo (RDC) equipes de especialistas na tentativa de combater o surto de ebola no país.

Segundo boletim divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 30 casos já foram registrados, entre confirmados, prováveis e suspeitos. Até aqui, ao menos 18 pessoas morreram pela epidemia. O último registro suspeito de ebola foi na última sexta-feira (11), na província de Equateur.

Os primeiros casos do surto aconteceram no dia 8, no vilarejo de Ikoko Impege, nas proximidades da cidade de Bikoro, perto da fronteira da República do Congo. As autoridades de saúde estão trabalhando para que a epidemia não se espalhe para outras localidades.

Entre 2014 e 2015, uma epidemia da doença na África Ocidental matou 11.315 pessoas, sendo 4.809 na Libéria, 3.955 em Serra Leoa e 2.536 na Guiné. Ainda foram registradas vítimas na Nigéria, no Mali e Estados Unidos. Ao longo dos últimos 40 anos, de acordo com a OMS, a República Democrática do Congo sofreu oito surtos de ebola, o mais recente deles em maio de 2017.

 

 

COMENTE

onuEbolaRDCEpidemia no Congo
comunicar erro à redação

Leia mais: Saúde