Russos atacam Kharkiv e Kiev, com mortes, e área de aeroporto em Lviv

Pelo menos três cidades ucranianas registraram bombardeios na manhã desta sexta (horário local). Restos de um míssil mataram pessoa

atualizado 18/03/2022 7:16

Na Ucrânia, bombeiros tentam apagar fogo em prédio parcialmente destruído por bombardeio em KievServiço de Emergência da Ucrânia

Kharkiv, Kiev e uma área próxima de Lviv sofreram bombardeios russos na manhã desta sexta-feira (18/3), segundo autoridades ucranianas. Nas duas primeiras cidades, houve mortes, enquanto na terceira um centro de manutenção de aviões foi atingido.

Por volta das 8h40 (horário da Ucrânia), em Kharkiv, um prédio que abrigava instituição de ensino superior, com seis andares, se tornou alvo dos russos, assim como dois edifícios residenciais vizinhos. Como resultado, uma pessoa morreu e 11 ficaram feridas.

Enquanto isso, em Kiev, pouco depois, resquícios de um míssil acabaram atingindo um edifício residencial no distrito de Podilsk. De acordo com informações preliminares dos serviços de emergência, 12 pessoas conseguiram ser resgatadas, com 19 feridas, incluindo quatro crianças. Uma vítima morreu.

O prefeito de Lviv, Andriy Sadovy, também confirmou que mísseis atingiram fábrica de reparos de aviões na região. Segundo Sadovy, várias disparos foram feitos e destruíram um prédio. Felizmente, não houve mortes.

0

As autoridades ucranianas apontam que a intensidade dos ataques russos se encontra em uma escalada assombrosa, inclusive com hospitais, escolas, casas e até abrigos como alvo. Ao menos quatro grandes cidades ucranianas estão em colapso. Faltam água, luz, aquecimento, comunicação (internet e telefone) e comida.

Enfrentam a situação mais dramática Kiev, capital e coração do poder; Kharkiv, a segunda maior cidade do país; Mariupol, que está sitiada há 10 dias e tem vivido ataques maciços; e Kherson, onde russos alegam ter tomado o poder.

Mais lidas
Últimas notícias