Promotor alemão afirma ter evidências de que Madeleine McCann está morta

A menina desapareceu em maio de 2007, em Portugal. No mês passado, um novo suspeito do crime agitou as investigações

atualizado 09/06/2020 17:30

O promotor alemão Christian Wolters, responsável pela investigação sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, afirmou em entrevista à imprensa britânica que há “evidências de que a menina está morta”.

“Todas as indicações que temos, que não posso lhes dizer, apontam na direção de que Madeleine está morta”, declarou Wolters. O promotor, contudo, disse ao portal Sky News que não tem “provas concretas” para levar o suspeito do crime, Christian Brueckner, a julgamento.

0

Sem o corpo de Madeleine, Wolters pede ajuda dos cidadãos para encontrar casas nas quais o suspeito já morou, onde possivelmente a garota pode ter sido enterrada.

“É por isso que precisamos de mais informações das pessoas, especialmente dos lugares em que ele morou, para que possamos alvejar esses lugares e procurar Madeleine”, assinalou o promotor.

Madeleine McCann tinha apenas 3 anos quando desapareceu durante uma viagem em família a Portugal, em maio de 2007. A menina nunca mais foi vista.

Últimas notícias