*
 

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, afirmou nesta segunda-feira (16/4) que o recente ataque promovido pelos Estados Unidos, com apoio do Reino Unido e da França, contra várias instalações militares da Síria foi uma mensagem dirigida à Rússia e ao Irã.

“A operação foi uma mensagem clara ao regime de Assad, à Rússia e ao Irã, que o apoiam. Mostrou que a opinião internacional não pode ficar sem voz”, disse Stoltenberg em entrevista à emissora turca NTV. O secretário-geral da aliança também elogiou o auxílio “que a Turquia prestou à operação”.

O chefe da Aliança Atlântica acrescentou que o lançamento de mísseis na madrugada de sábado (14) “reduziu a capacidade de usar armas químicas e a probabilidade de isso ocorrer no futuro”.

Stoltenberg lembrou que “as Nações Unidas fizeram esforços para uma investigação independente das armas químicas [na Síria], e a Rússia impediu”. Sobre a reunião com o ministro de Defesa da Turquia, Nurettin Canikli, mantida hoje, Stoltenberg limitou-se a dizer que a Otan “segue trabalhando” com a Turquia.

Ainda hoje, o secretário-geral da Otan será recebido pelo presidente turco, Recep Tayyip Erdogan. Segundo os comunicados oficiais, a visita do Stoltenberg faz parte dos preparativos para a cúpula da Otan em Bruxelas, em julho.

 

 

COMENTE

SíriaonuMundo
comunicar erro à redação

Leia mais: Política