*
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou sua conta no Twitter para defender a imposição de tarifas. Ele afirmou que a ausência de taxas não configura comércio justo e sim “comércio estúpido”.

“Os Estados Unidos devem, até que enfim, ser tratados de forma justa no comércio. Se nós cobramos de um país tarifa zero para ele vender seus produtos e eles nos cobram 25, 50 ou mesmo 100 por cento para vender os nossos, isso é injusto e não pode ser tolerado”, afirmou Trump no microblog.

Como ferramenta de política comercial, tarifas estavam se tornando coisa da história, uma relíquia dos séculos 19 e 20 que muitos especialistas consideravam mutualmente prejudicial às nações envolvidas. Trump, no entanto, resgatou essa política como forma de expressão de sua visão nacionalista.

Na última semana, Trump irritou aliados como Canadá, México e União Europeia ao introduzir tarifas sobre embarques de aço e alumínio desses países aos Estados Unidos. A maioria dos outros países tem lidado com a imposição de taxas desde março.

Trump também ameaçou a imposição de tarifas de até US$ 150 bilhões a produtos chineses como forma de punir Pequim por pressionar companhias norte-americanas a entregar tecnologias em troca de acesso ao mercado chinês. A China declarou que pode retaliar com a imposição de tarifas a produtos norte-americanos.

Rússia
Ainda neste sábado, Trump usou o Twitter para voltar a negar que tenha entrado em “conluio” com a Rússia. Segundo o presidente dos EUA, há uma “caça às bruxas”. “Quando essa caríssima caça às bruxas vai acabar? É tão ruim para o país”, criticou Trump, dizendo ainda que seus adversários do Partido Democrata é que deviam ser investigados. (Com informações da Associated Press)

 

 

COMENTE

donald trumptwittertarifas
comunicar erro à redação

Leia mais: Política