Aiatolá Khamenei diz que ataque do Irã foi “tapa na cara” dos EUA

Líder supremo do país disse que ações militares não são suficientes. Khamenei afirmou que EUA causa "guerra, divisão e destruição"

Reprodução/Twitter

atualizado 08/01/2020 9:03

O aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do Irã, disse nesta quarta-feira (08/01/2020) que o ataque iraniano a duas bases aéreas usadas por tropas americanas no Iraque foi um “tapa na cara” dos Estados Unidos. “[Mas] Ações militares não são suficientes”, completou, em pronunciamento à nação.

Khamenei falou horas depois da ofensiva iraniana, nessa terça-feira (07/01/2020), feita em retaliação ao presidente dos EUA, Donald Trump.

Ao todo, o país asiático lançou 12 mísseis contra as bases militares, em Al-Assad e Erbil, no Iraque, segundo o Pentágono. Ainda não se sabe se houve mortos.

No pronunciamento, Khamenei disse ainda que a “corrupta presença dos EUA na região deve chegar ao fim”. Os norte-americanos causaram, segundo o aiatolá, “guerra, divisão e destruição”.

Khamenei também exaltou as virtudes do general Qassim Suleimani, morto na semana passada após autorização do presidente Trump. A morte do militar intensificou o conflito entre os Estados Unidos e o Oriente Médio.

Para o aiatolá, Suleimani foi um “grande e corajoso guerreiro” e um “querido amigo”.

(Com informações da Agência Estado)

Últimas notícias