Policial dos EUA mata com nove tiros suspeito em cadeira de rodas

Richard Lee, 61 anos, usava uma cadeira de roda motorizada e teria negado pedidos do policial para soltar faca que segurava

atualizado 02/12/2021 17:09

istock

Um policial, identificado como Ryan Remington, matou com nove tiros um suspeito de assaltar um mercado no Arizona, Estados Unidos. Richard Lee, de 61 anos, se deslocava com uma cadeira de rodas motorizada e teria desobedecido pedidos do policial para soltar uma faca que segurava e se entregar.

O caso aconteceu na noite da última segunda-feira (29/11), quando um funcionário do supermercado ligou para a polícia avisando que Lee teria roubado uma caixa de ferramentas do local, que fica na cidade de Tucson. Testemunhas afirmam que o suspeito apontava uma faca contra os agentes.

Segundo o empregado do estabelecimento, o idoso chegou a dizer para o policial: “Se quiser que eu abaixe a faca, você vai ter que atirar em mim”. Câmeras filmaram o momento em que os agentes seguem o suspeito, que tentava entrar em outra loja com a cadeira de rodas.

Depois de o homem desobedecer as ordens dos agentes, o policial Remington dispara nove vezes contra o suspeito. Ele cai da cadeira de rodas e é algemado. Mais tarde, as autoridades confirmaram a morte do homem.

Em uma coletiva de imprensa, o chefe da polícia de Tucson, Chris Magnus, comentou: “Estou profundamente perturbado e perturbado por todas essas ações. O uso mortal da força neste incidente é uma violação clara da política do departamento e contradiz diretamente vários aspectos do nosso uso da força e treinamento”.

O policial Ryan Remington foi demitido da corporação no dia seguinte ao caso. A Procuradoria do Condado de Pima, no Arizona, investiga a morte do suspeito.

A prefeita de Tucson, Regina Romero, considerou as atitudes como inescrupulosas e indefensáveis. “Peço à nossa comunidade que se mantenha calma e seja paciente à medida que as investigações se forem realizando”, afirmou.

Mais lidas
Últimas notícias