Policiais a cavalo levam homem negro amarrado para DP e geram revolta

Segundo a polícia, o homem foi pego invadindo propriedade privada. Ele caminhou durante oito quarteirões algemado e amarrado

atualizado 06/08/2019 17:36

Uma atitude de policiais de Galveston, Texas, Estados Unidos, gerou revolta na população da cidade. Em imagens divulgadas na internet, um homem negro aparece sendo levado para a delegacia amarrado em uma corda, enquanto os oficiais estão a cavalo. No vídeo, ainda é possível ver que o prisioneiro está com uma espécie de saco plástico na cabeça. Várias entidades protestaram contra a atitude e compararam a cena aos tempos da escravidão.

“A foto dos policiais de Galveston levando um afro-americano pelas ruas com uma corda presa às algemas é ofensiva e perturbadora”, disse Gail Glasser, da organização dos direitos civis Liga AntiDifamação, ao jornal Chron. O caso também foi alvo de crítica de Beto O’Rourke, candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos. “Um homem negro, arrastado com uma corda por policiais a cavalo em 2019. Esse momento merece ser visto com responsabilidade, justiça e honestidade. Precisamos chamar isso pelo nome: racismo”, disse pelo Twitter.

Após as fotos viralizarem, o homem foi identificado como Donald Neely, 43 anos, e estava sendo preso por invadir uma área privada. A polícia levou o prisioneiro por oito quarteirões. Por meio do Facebook, a mãe de um dos filhos dele, Terrie Cotton, pediu para que alguém o ajudasse. “Ele não é perigoso. É muito gentil e está disposto a ajudar. Ele não é um cachorro ou escravo. Foram longe demais”, disse.

Em nota, a polícia de Galvestone se desculpou pelo ocorrido. “Primeiro, devo me desculpar com o senhor Neely por esse desnecessário constrangimento. Embora essa seja uma técnica treinada e a melhor atuação em alguns cenários, acredito que nossos oficiais fizeram um mau julgamento e poderiam ter esperado por um transporte na hora da prisão. Mudamos imediatamente nossa política para prevenir o uso dessa técnica e vamos rever todos os procedimentos e treinamentos da polícia montada para incluir métodos mais apropriados”, disse Vernon L. Hale, chefe de polícia de Galvestone.

O oficial ainda disse que Donald estava usando uma máscara de solda no momento da prisão e que não se tratava de um saco plástico. O homem foi solto após o pagamento de fiança. Procurado, ele não se manifestou sobre o modo como foi tratado pela polícia da cidade.

Últimas notícias