Pesquisadores ganham Nobel de Medicina por descobertas sobre temperatura e toque

Cientistas David Julius e Ardam Patapoutian foram premiados na manhã desta segunda-feira (4/10) pela Academia Real das Ciências, na Suécia

atualizado 04/10/2021 8:32

Premio Nobel de MedicinaReprodução/Twitter Nobel Prize

O Prêmio Nobel de Medicina 2021 foi entregue aos cientistas David Julius e Ardem Patapoutian. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (4/10) pela Academia Real das Ciências, na Suécia.

Os pesquisadores foram premiados por estudos sobre receptores de toque e temperatura no corpo humano. A dupla receberá 10 milhões em coroas suecas (aproximadamente R$ 6,1 milhões).

De acordo com a Academia Real, as pesquisas de Julius e Patapoutian auxiliaram na compreensão de como o sistema nervoso humano sente o calor, o frio e os estímulos mecânicos.

“David Julius utilizou a capsaicina, um composto pungente da pimenta malagueta que induz a uma sensação de queimação, para identificar um sensor nas terminações nervosas da pele que responde ao calor. Ardem Patapoutian usou células sensíveis à pressão para descobrir uma nova classe de sensores que respondem a estímulos mecânicos na pele e nos órgãos internos”, explicou a Academia.

Segundo a organização, os pesquisadores “identificaram elos essenciais que faltavam em nossa compreensão da complexa interação entre nossos sentidos e o meio ambiente”.

Os cientistas

David Julius nasceu em 1955, em Nova York, nos Estados Unidos. O pesquisador tem doutorado pela Universidade da Califórnia e pós-doutorado pela Universidade de Columbia. Atualmente, é professor na Universidade da Califórnia.

Ardem Patapoutian nasceu em 1967, em Beirute, Líbano. Ainda durante a juventude, ele deixou o país e se mudou para Los Angeles, onde fez doutorado. Ardem também tem passagens pela Universidade da Califórnia e atua como pesquisador e professor na organização Scripps Research.

Últimas notícias