Papa Francisco condena ataques a pessoas indefesas nos EUA

Em pronunciamento na praça São Pedro, ele lembrou os três casos recentes de assassinatos em massa no país, que, juntos, deixaram 32 mortos

Reprodução

atualizado 04/08/2019 11:35

O papa Francisco condenou na manhã deste domingo (04/08/2019), em pronunciamento na praça São Pedro, no Vaticano, os ataques a “pessoas indefesas” nos Estados Unidos. Neste fim de semana, em um intervalo de apenas 12 horas, dois criminosos mataram 29 pessoas e feriram 46 em atentados – um deles no Texas e o outro em Ohio. O líder máximo da Igreja Católica lembrou ainda um terceiro atentado ocorrido na Califórnia, no domingo passado (28/07/2019), que deixou 3 mortos.

Em sua fala, o religioso manifestou solidariedade às vítimas e aos familiares dos assassinatos em massa. “Estou espiritualmente próximo às vítimas dos episódios de violência que nestes dias ensanguentaram o Texas, a Califórnia e Ohio nos Estados Unidos, atingindo pessoas indefesas. Convido todos a se unirem em oração comigo pelas pessoas que perderam a vida, pelos feridos e seus familiares”, destacou.

O primeiro ataque deste fim de semana ocorreu em El Paso, no Texas. Na tarde de sábado (03/08/2019), um atirador invadiu um supermercado da cidade, matou 20 pessoas e deixou outras 26 feridas. O criminoso tem 21 anos e foi preso. A polícia acredita que ele está envolvido com a divulgação de um manifesto racista horas antes.

O segundo ataque aconteceu em Dayton, em Ohio. O assassino, que foi morto pela polícia, disparou contra pessoas na área externa de um bar, matou 9 e deixou 16 feridas. A motivação ainda não está esclarecida.

Trump
Na manhã deste domingo, o presidente Donald Trump lamentou as mortes e elogiou a atuação da polícia. “Deus abençoe o povo de El Paso, Texas. Deus abençoe o povo de Dayton, Ohio”, escreveu em uma rede social.

Últimas notícias