Dez países adotam medidas de restrição contra África por nova variante

Depois da decisão do Reino Unido, outros países europeus e asiáticos anunciaram medidas restritivas

atualizado 26/11/2021 11:15

Países anunciam medidas restritivas devido a nova varianteAnna Shvets/Pexels

Dez nações europeias e asiáticas anunciaram nesta sexta-feira (26/11) a adoção de medidas restritivas a voos de países da África devido à nova variante do coronavírus descoberta no sul do continente, a B.1.1.529.

Reino Unido, Itália, Holanda, República Tcheca, França, Cingapura e Israel suspenderam voos dos países sul-africanos, enquanto Japão, Índia e Taiwan aumentaram os procedimentos de controle. Os bloqueios ocorreram após a reunião de emergência convocada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para discutir o problema.

O governo sul-africano criticou as medidas. A ministra das Relações Exteriores da África do Sul, Naledi Pandor, disse que a preocupação imediata “é o dano que esta decisão causará tanto às indústrias de turismo quanto às empresas de ambos os países”.

A líder técnica da OMS Maria van Kerkhove se pronunciou sobre a variante nessa quinta (25/11), dizendo que “ainda serão necessárias algumas semanas” para que se possa saber exatamente qual o risco da nova mutação do Sars-Cov-2, que causa preocupação principalmente pelas mudanças na proteína spike, usada pelo vírus para entrar em células humanas, o que o torna potencialmente imune às vacinas.

Veja vídeo:

Mais lidas
Últimas notícias