*
 

Viver com a culpa torna os dias muito piores, ainda mais quando se é responsável pela morte do próprio filho. Isso aconteceu com Brett Cavaliero, pai de primeira viagem que, um dia, esqueceu a filha dentro do carro sob o sol. A menina morreu em quatro horas.

Entretanto, Brett estava longe de querer fazer algo assim com a bebê Sophia, de 1 ano. Em entrevista ao programa de TV “60 Minutes”, ele contou o que, de fato, ocorreu. Botou a criança na cadeirinha após vesti-la e seguiu para o trabalho, que era caminho para a creche, onde deixaria Sophia. Mas a menina caiu no sono, e o pai, despercebido, nem se deu conta.

Segundo ele, enquanto trabalhava, pensava que a filha estivesse na creche. “Nunca imaginei que a tivesse deixado dentro do carro”, contou, emocionado. Foi somente no fim daquela manhã que, durante uma ligação de Kristie, a mãe, Brett soube o horror que havia acometido a filha.

Após hesitar na ligação, Brett revelou à esposa: “Não me lembro de tê-la [Sophia] deixado na creche”. Kristie confessou ter sentido o coração apertar. Eles então correram até o carro de Brett e lá encontraram a bebê, morta. A partir desse dia, o homem declara viver com a culpa, desejando ter sido ele, e não Sophia, a morrer desta forma. “Essa dor é inimaginável. Acho que não há nada pior que um casal possa viver”, conclui a mãe.

 

 

COMENTE

EntrevistadepoimentoPaisdramaculpabebê em carro
comunicar erro à redação