Número de infecções por coronavírus no mundo já passa de 1 milhão

Os dados foram divulgados por uma universidade nos Estados Unidos, que publicou um estudo nesta quinta-feira (02/04)

atualizado 02/04/2020 17:13

Comando Conjunto Planalto realiza a desinfecção da Estação Central do metrô em BrasíliaMichael Melo/Metrópoles

Já passa de 1 milhão o número de infecções pelo novo coronavírus em todo o mundo. De acordo com um estudo da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, o levantamento pode estar desatualizado, uma vez que as autoridades de saúde do mundo assume que há casos subnotificados. O total de mortos já passa de 51 mil.

Em 6 de março, havia 102 mil pessoas com a Covid-19 em todo o Globo. Esse número explodiu e no dia 29 do mês passado, 702 mil infecções pelo coronavírus foram confirmadas. Nesta quinta-feira (02/04) o mundo atingiu a marca do milhão. A pandemia foi declarada em 11 de março último.

Diante deste cenário, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reforça a necessidade de testar o máximo de pessoas possível. China deixou de ser o epicentro da doença e as infecções saíram de controle quando o vírus chegou a Europa, que assumiu o protagonismo. Hoje, são os Estados Unidos que carregam o fardo de epicentro do corona.

Nos EUA, a os primeiros casos surgiram em Washington, Califórnia e Nova York, que concentra atualmente a maior quantidade de registros do novo coronavírus. Até o último boletim divulgado pelas autoridades mundiais de saúde, a país norte-americano concentrava mais de 230 mil casos. A Itália, porém, é o país com o maior número de mortes, ultrapassando a casa dos 14 mil vítimas do vírus.

Brasil

Em atualização na tarde desta quinta-feira (02/04), a plataforma on-line do Ministério da Saúde registrava, até a última atualização deste texto, 7.910 casos confirmados e 299 óbitos decorrentes do novo coronavírus no país. O número de pacientes infectados cresceu 15% nas últimas 24h. A letalidade da doença é de 3,8%.

O estado de São Paulo continua sendo a unidade federativa com o maior número de casos e mortes (3.506 e 188, respectivamente). Rio de Janeiro (992 e 41), Ceará (550 e 20), Distrito Federal (370 e 4) e Minas Gerais (370 e 4) estão entre os estados com maior incidência da doença. Há óbitos registrados em quase todos as unidades da Federação, menos no Acre, Amapá, Mato Grosso, Roraima e Tocantins.

Últimas notícias