Nova York exigirá “passaporte” de vacina contra Covid em ambientes fechados

O prefeito anunciou que a cidade vai pedir um comprovante de imunização contra a Covid-19 para atividades em ambientes fechados

atualizado 03/08/2021 15:23

Bill Blasio, prefeito de Nova York, anunciou, nesta terça-feira (3/8), que a cidade americana será a primeira do país a exigir comprovação de vacinação contra a Covid-19 para atividades em ambientes fechados.

Dessa forma, as pessoas que tiverem o desejo de ir a restaurantes, academias, teatros ou cinemas deverão apresentar um comprovante de imunização, que será uma espécie de “passaporte” para ingressar em estabelecimentos comerciais fechados.

De acordo com o portal IstoÉ Dinheiro, esse comprovante começará a ser exigido a partir do mês de setembro, depois de um período de transição em que as escolas devem reabrir presencialmente.

“É tempo para as pessoas verem a vacinação como literalmente necessária para uma vida boa e saudável. Nem todos vão concordar com isso, eu entendo isso. Mas, para muitas pessoas, será um ato que salva vidas”, garantiu Blasio, em coletiva de imprensa.

O prefeito continuou: “Estamos sancionando uma lei que vai garantir um nível muito mais alto de vacinação nesta cidade. E esta é a chave para proteger as pessoas e a chave para nossa recuperação”.

Variante Delta

A França e a Itália adotaram medidas similares em julho deste ano, que são cada vez mais discutidas com o avanço da variante Delta pelo mundo.

Anthony Fauci, assessor da Casa Branca para doenças infecciosas, afirmou para a CNN americana, no fim de julho, que, mesmo com a disponibilidade de vacinas nos Estados Unido, o país passa por uma “pandemia entre os não vacinados”.

No mês de agosto, a iniciativa de Blasio de dar US$ 100 para quem se vacina contra o novo coronavírus na cidade começou a valer. As autoridades americanas já criaram iniciativas parecidas para convencer os americanos a se vacinarem.

Apesar de os Estados Unidos serem o país com mais óbitos por Covid-19 em todo mundo e voltar a sofrer com o aumento de infecções diárias e queda no ritmo de vacinação, a cidade de Nova York tem 66% da população adulta totalmente vacinada e não precisou exigir novamente o uso de máscaras em locais fechados.

Últimas notícias