Nasa escolhe empresas para fabricar naves que levarão homem de volta à Lua

As três companhias contempladas foram: Blue Origin, Dynetics e SpaceX, de Elon Musk, dono da Tesla. Todo o programa custará US$ 35 bilhões

atualizado 30/04/2020 18:04

Uma nova corrida espacial espera impulsionar os Estados Unidos de volta à Lua. Nesta quinta-feira (30/04), a Nasa, a agência espacial do país, concedeu três contratos para empresas que irão construir naves espaciais capazes de levar seres humanos para a Lua.

As três empresas contempladas foram: Blue Origin, Dynetics e SpaceX, de Elon Musk, dono da fabricante de veículos elétricos Tesla. O administrador da Nasa, Jim Bridenstine, comentou em entrevista ao The Whashington Post que continua confiante de que a agência do governo norte-americano poderá cumprir o prazo de 2024. “Um pouso lunar está começando a parecer real. É bem emocionante, foram muitas tentativas de voltar à Lua desde 1972, mas nenhuma se materializou”, comentou Bridenstine.

Mas para que isso se torne realidade, a Nasa e a Casa Branca devem vender seu plano para um congresso, que ainda não assinou o programa projetado para custar US$ 35 bilhões até 2024.

Últimas notícias