Mistério cerca situação de Sergei Shoigu, ministro da Defesa russo

Última aparição pública do comandante russo ocorreu há 12 dias. Desde então, Shoigu não foi mais visto

atualizado 25/03/2022 21:07

Gabinete de Imprensa e Informação Presidencial/Kremlin

Segue o mistério sobre o “desaparecimento” do ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu. Conforme noticia a imprensa estrangeira, o titular da pasta russa não é visto desde meados de março, quando esteve presente em uma teleconferência da qual participou ao lado do presidente Vladimir Putin.

Fontes ouvidas por veículos russos, ucranianos e dos Estados Unidos chegaram a cogitar a possibilidade de que Shoigu estivesse afastado das funções por questões médicas – alguns portais noticiaram que ele teve um ataque cardíaco.

Esta versão é respaldada, inclusive, por declarações recentes do vice-ministro de Administração Interna da Ucrânia, Anton Gerashchenko, que publicou a informação nas redes sociais.

A informação teria sido confrontada com membros do governo da Rússia, que endossaram a hipótese. “O ministro está tendo que lidar com muita coisa neste momento, como você pode imaginar”, disse uma fonte do governo ao portal russo independente Agentstvo.

No entanto, o Kremlin, por meio de seu porta-voz, negou que este tenha sido o motivo do sumiço de Shoigu. “Uma operação militar está em curso. Com certeza, agora não é o melhor momento para aparições midiáticas. Isso é compreensível”, defendeu Dmitri Peskov.

Outra possibilidade ventilada é de que o ministro tenha sido afastado de suas funções por decisão de Putin, que teria se irritado com o desempenho ruim das tropas militares do país nos primeiros dias do conflito bélico. Havia expectativa de que os russos tomassem controle das principais cidades da Ucrânia, Kharkiv e Kiev, já nas primeiras horas.

Entenda os impactos da guerra no Brasil:

Mais lidas
Últimas notícias