Tubarão-baleia possui notável capacidade de se recuperar de ferimentos

O estudo também destacou a capacidade dos tubarões-baleia de rebrotar uma barbatana dorsal parcialmente amputada

atualizado 23/02/2021 16:46

Um novo estudo explorou pela primeira vez o extraordinário ritmo a que o maior peixe do mundo, o ameaçado de extinção tubarão-baleia, pode se recuperar de seus ferimentos.

As descobertas revelam que lacerações e abrasões, cada vez mais causadas por colisões com barcos, podem curar em questão de semanas e os pesquisadores encontraram evidências de rebrota de barbatanas dorsais parcialmente removidas.

Confira a matéria completa no site SoCientífica, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias