Maya Angelou será a 1ª mulher negra a estampar moeda de dólar nos EUA

A poeta e ativista afro-americana aparece na nova versão das "quarters", as moedas de 25 centavos

atualizado 11/01/2022 11:26

Maya AngelouGettyImages

A imagem da poeta e ativista afro-americana Maya Angelou será a primeira de uma mulher negra a estampar moedas de dólar nos Estados Unidos. Ela aparecerá na nova geração das “quarters”, as moedas de 25 centavos de dólar.

De acordo com uma nota publicada nessa segunda-feira (10/1), as unidades da Casa da Moeda que ficam na Filadélfia e em Denver logo colocarão a novidade em circulação.

Desde 1932, a moeda desse valor só teve duas versões alternativas: a série de 50 moedas representativas de cada estado, na década de 2000, e a série de parques nacionais, entre 2010 e 2021.

A poeta estreia as homenagens previstas por um projeto de lei da congressista democrata da Califórnia Barbara Lee, votado no fim de 2020. É o primeiro exemplar da série intitulada “Prominent American Women” (“mulheres americanas proeminentes”, em tradução livre), que trará o símbolo de várias mulheres ilustres.

Entre elas estão Sally Ride, astronauta e física; Wilma Mankiller, primeira nativa americana líder da Nação Cherokee; Nina Otero-Warren, política e ativista latina; e Anna May Wong, primeira atriz de sucesso de ascendência asiática.

0

Maya Angelou nasceu em 1928, na cidade de Saint Louis, e é uma das principais expoentes da poesia dos Estados Unidos e do mundo. Participou da luta do movimento negro ao lado de Martin Luther King Jr. e Malcom X, foi premiada com cinco Grammys e indicada ao Prêmio Pulitzer.

Angelou morreu em 2014, aos 86 anos.

Mais lidas
Últimas notícias