Incêndio em hospital de tratamento contra Covid-19 mata 82 no Iraque

Pelo menos 200 pessoas foram resgatadas do local enquanto as chamas se espalhavam pelo segundo andar da unidade de saúde

atualizado 25/04/2021 11:18

No Iraque, 82 pessoas morreram e 110 ficaram feridas após incêndio que atingiu um hospital de Bagdá, especializado em tratamento contra o Coronavírus. De acordo com o Portal G1, entre as vítimas, estavam 28 pacientes intubados com Covid-19.

Pelo menos 200 pessoas foram resgatadas do local enquanto as chamas se espalhavam pelo segundo andar da unidade de saúde. Bombeiros e equipes da Defesa Civil ficaram no estabelecimento até a manhã deste domingo (25/4) tentando apagar o fogo.

A causa do incêndio, que ocorreu sábado (24/4), teria sido a negligência por parte de alguns funcionários. Relatos iniciais sugerem que o fogo começou logo após um cilindro de oxigênio ter explodido em uma enfermaria de terapia intensiva.

Em resposta ao ocorrido, o primeiro-ministro iraquiano, Mustafa al-Kadhimi, demitiu os diretores gerais do hospital e o diretor de Engenharia e Manutenção da unidade de saúde. Além disso, ele deu às autoridades 24 horas para apresentar os resultados de uma investigação. Em sua conta no Twitter, comentou:

“A negligência em tais questões não é um erro, mas um crime pelo qual todas as partes negligentes devem ser responsabilizadas”.

No Iraque, os casos de Covid somam cerca de 8 mil por dia. Até agora, pelo menos 15,2 mil pessoas morreram por causa da doença no país.

Últimas notícias