Homofóbico ejacula durante exame de próstata e atira no médico

Namorada revelou que paciente odiava gays. Acusado foi à consulta portando uma arma

atualizado 16/09/2020 16:08

stevenfoley/GettyImages

Um homem ejaculou durante exame de próstata e atirou duas vezes no peito do médico que fez o procedimento. Milo Johanson, de 59 anos, é vendedor de carros em Jacksonville, no Estado norte-americano da Flórida. Desde o dia do crime, em 22 de agosto, ele está desaparecido.

O Herald Smith Jr., disse realizar esse exame há 30 anos e que isso nada tem a ver com sexualidade. “A próstata é como um ponto G masculino e carrega sêmen, é muito sensível, então quando é tocada e massageada você tem orgasmo quase sem esforço. A próstata só é acessível por meio do ânus e isso não é muito confortável para muitos homens”, explicou o médico, que sobreviveu aos tiros.

Leia a matéria completa no Guia Gay Brasília, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias