*
 

O furacão Matthew foi rebaixado para a categoria de ciclone pós-tropical nesta manhã de domingo (9/10), depois de causar dez mortes nos Estados Unidos e centenas mais no Haiti.

Na Carolina do Norte, um dilúvio inundou residências e imóveis comerciais e dezenas de pessoas que corriam risco de vida tiveram de ser resgatadas de seus automóveis. As autoridades alertaram as pessoas ontem à noite a evitarem as estradas até que a tempestade passasse.

Apesar de a velocidade dos ventos do furacão ter recuado consideravelmente quando atingiu o sudeste da costa dos Estados Unidos, a tempestade ainda vai ser lembrada como um dos mais potentes furacões já registrados, com base em fatores como a força dos ventos e a duração.

Quatro mortes foram causadas pela tempestade na Flórida, três na Geórgia e três em Carolina do Norte. As mortes incluíram um casal de idosos e duas mulheres envolvidas em acidente diante da queda de árvores.

A empresa de dados CoreLogic projetou que a tempestade pode causar entre US$ 4 bilhões e US$ 6 bilhões em perdas seguradas envolvendo propriedades comerciais e residenciais, ante o prejuízo causado pelo furacão Katrina, de US$ 40 bilhões, e pela tempestade Sandy, de US$ 20 bilhões.

 

 

COMENTE

carolina do nortefuracão Matthewciclone tropical
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo