Falsa Alessandra Ambrósio reformou casa após golpe em jogador de vôlei

A estelionatária de 50 anos é acusada de dar enganar o jogador italiano de vôlei Roberto Cazzaniga

atualizado 28/11/2021 23:03

Roberto CazzanigaReprodução/Redes sociais

A estelionatária de 50 anos acusada de dar um golpe no jogador italiano de vôlei Roberto Cazzaniga, 42, teria reformado um imóvel na Sardenha, ilha no mar Mediterrâneo, com o dinheiro retirado do atleta. Ele acreditou que estava namorando a modelo brasileira Alessandra Ambrosio por 15 anos.

Um jornal local, o La Nuova Sardegna, apresentou relatos de vizinhos da mulher contando sobre as obras, do piso ao teto da residência. De acordo com a matéria, a reforma foi realizada em 2017.

O jogador italiano de vôlei Roberto Cazzaniga foi vítima de uma estelionatária que causou um prejuízo de cerca de 700 mil euros (cerca de R$ 4,3 milhões) ao atleta.

A criminosa usava fotos da modelo brasileira em seu perfil e se comunicava com o jogador somente pelo telefone, o que foi suficiente para que o relacionamento entre o atleta e a golpista tivesse continuidade.

0

“Não, nós nunca nos conhecemos. Nunca. Ela deu mil desculpas, como doença e trabalho. E ainda assim me apaixonei por aquela voz, uma chamada após a outra. O contato era apenas no celular, quase que diariamente. Ligava antes de eu ir treinar ou à noite, na hora de dormir”, contou Cazzaniga ao jornal italiano Corriere Della Sera.

Ainda de acordo com o jogador, a criminosa começou a pedir dinheiro para ele. “Nem sei ao certo, mil euros aqui, outros dois mil ali… No final, chegamos a um total de 700 mil. Passado este pesadelo, é como se tivesse acordado de um coma que me fez perder décadas de vida”, detalhou Cazzaniga.

O jogador italiano afirma que a mulher usava desculpas “plausíveis” para pedir as quantias.

A farsa só foi descoberta por causa da desconfiança de colegas de time ao verem o jogador pedindo dinheiro emprestado para ajudar Maya, nome que a farsante utilizava para enganar Roberto. Eles reuniram provas para desmascarar a golpista.

Maya, na verdade, chama-se Valeria e tem 50 anos de idade. Ela mora na região da Sardenha. Agora, para amenizar os prejuízos, os companheiros de equipe de Cazzaniga organizaram uma vaquinha. A dívida inicial é de cerca de 60 mil euros. O caso está sob investigação da polícia local.

Mais lidas
Últimas notícias