EUA pede que americanos saiam “imediatamente” da Rússia

Comunicado foi publicado pela Embaixada dos EUA na Rússia neste domingo (27/2). Mundo vive dias de tensão com guerra entre Rússia x Ucrânia

atualizado 27/02/2022 17:25

A Praça Vermelha com grande movimentação de pessoas de dia. Ao fundo vê-se o Kremlin, sede do governo russo, em Moscou - Metrópoles Elena Aleksandrovna Ermakova/ Getty Images

O governo dos Estados Unidos alertou, neste domingo (27/2), que cidadãos norte-americanos que estão na Rússia devem considerar a “saída imediata” do país.

“Um número crescente de companhias aéreas está cancelando voos para a Rússia, e vários países fecharam seu espaço aéreo para companhias aéreas russas. Os cidadãos dos EUA devem considerar a saída imediata da Rússia por meio de opções comerciais ainda disponíveis”, informou a Embaixada dos Estados Unidos na Federação Russa (leia aqui a íntegra do comunicado, em inglês).

A comunidade internacional começou a reagir à ordem do presidente russo, Vladimir Putin, de colocar forças nucleares do país em alerta. Órgãos de segurança dos Estados Unidos dizem monitorar a situação.

Hoje, Putin se reuniu com os seus ministros da Defesa, Serguei Choigu, e do Estado Maior, Dmitry Yuryevich Grigorenko, no Kremlin. No encontro, o mandatário ordenou que os ministros colocassem as forças nucleares em “regime especial de alerta”, segundo registro da agência de notícias russa Tass.

A Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos, reagiu à determinação e disse que a medida “obedece a um padrão de fabricação de ameaças que não existem”.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
Publicidade do parceiro Metrópoles 8
0

Mais lidas
Últimas notícias