Deputado argentino está em estado grave após atentado em Buenos Aires

Um servidor do governo que estava com ele morreu antes de chegar ao hospital. Polícia descarta hipótese de roubo

Reprodução/TwitterReprodução/Twitter

atualizado 09/05/2019 15:44

Na Argentina, um deputado federal ficou ferido e um servidor do governo morreu após serem atingidos por disparos de arma de fogo, nesta quinta-feira (09/05/2019). Héctor Olivares, de 61 anos, do partido União Cívica Radial, aliado da sigla do presidente Mauricio Macri, está internado em estado grave. As informações são do jornal Clarín.

A polícia investiga o caso e aliados não descartam um atentado contra o político. Héctor caminhava pela região com o amigo Miguel Yadón, 58, como faziam toda manhã, quando foram surpreendidos pelos disparos. O jornal local informou que os criminosos aguardavam pelos dois no local, dentro de um carro.

A investigadores, aliados do deputado informaram que ele não recebeu nenhuma ameaça nos últimos dias e se disseram chocados com o atentado. A polícia já descartou a hipótese de roubo, pois os criminosos não levaram nada.

Héctor Olivares levou um tiro no peito e Yadón foi atingido no abdômen. Ele morreu antes mesmo de chegar ao hospital Ramos Mejía, na região metropolitana de Buenos Aires.

Últimas notícias