Como o 11 de Setembro mudou os rumos da história; relembre

Veja imagens do atentado que parou os Estados Unidos e o mundo. Os ataques completam 18 anos nesta quarta-feira

HBO/DivulgaçãoHBO/Divulgação

atualizado 11/09/2019 19:04

Os atentados de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, completam 18 anos nesta quarta-feira (11/09/02019). Na ocasião, terroristas da Al-Qaeda, comandada por Osama bin Laden, lançaram aviões contra os dois prédios do World Trade Center, conhecido como as Torres Gêmeas, em Nova York. Cerca de 3 mil pessoas, incluindo 227 civis e 19 sequestradores dos aviões, morreram com a colisão.

Todos os anos, americanos se reúnem no local das antigas torres para homenagear as vítimas. Além das mortes, milhares de pessoas desenvolveram câncer e doenças de pulmão, devido à nuvem tóxica que planou durante semanas sobre o sul da cidade.

Horas depois da colisão contras as torres, um terceiro avião embateu contra o Pentágono, em Virgínia, matando 184 pessoas. Entre as vítimas, 125 eram funcionários do departamento de Defesa e 59 estavam no voo 77 da American Airlines, usado para o atentado.

A partir do ato, houve reação dos Estados Unidos e aliados iniciaram a chamada Guerra ao Terror, com invasões ao Afeganistão para atingir o Taliban e integrantes da Al-Qaeda.

O então presidente norte-americano, George W. Bush, lançou uma guerra contra Coreia do Norte, Irã e Iraque. Segundo ele, essas nações apoiavam o terrorismo e mantinham armas de destruição em massa, chamando-as de “Eixo do Mal”.

Na época, os norte-americanos aprovaram leis para aumentar o rigor antiterrorismo e vários países fizeram o mesmo. Houve efeito também na economia com o fechamento das bolsas de valores e prejuízos nas indústrias.

A Justiça americana marcou o julgamento de Khalid Sheikh Mohammad, apontado como “mentor” do ataque, para janeiro de 2021. Ele e outros quatro suspeitos serão julgados por um tribunal militar na base americana de Guantánamo, em Cuba.

Os suspeitos responderão por crimes de guerra, incluindo terrorismo, e pelo assassinato de quase 3 mil pessoas. Os réus serão os primeiros a irem a julgamento, quase 20 anos após a série de ataques em Nova York, Washington e Pensilvânia. Se considerados culpados, podem ser condenados à pena de morte. (Com Agência Estado)

 

Relembre imagens sobre o ataque terrorista:

Últimas notícias