Conheça a ciência por trás do estouro da pipoca

O estouro da pipoca tem muito a ver com a física. Um grão de milho geralmente se transforma em pipoca após dar uma cambalhota e meia

atualizado 24/09/2021 12:53

Um grão de milho contém 20 mg de água. Esquentado em óleo, a casca se rompe a uma temperatura de 180ºC. Em seguida, o vapor de água pressurizado escapa de forma explosiva, e é assim que surge o barulho de estouro da pipoca.

O amigo de milho se espalha e cria a massa em forma de espuma das pipocas. Dessa forma, surge uma espécie de perna de amido, que catapulta o grão para o ar.

Um grão de milho geralmente se transforma em pipoca após uma cambalhota e meia. E nenhum grão de pipoca se assemelha a outro.

Confira a reportagem feita pela Deutsche Welle, parceira do Metrópoles:

Últimas notícias