Após dois meses, Xangai encerra lockdown contra Covid

As medidas de restrições impostas na cidade deixaram de vigorar à meia-noite de 1º de junho, no horário local

atualizado 31/05/2022 17:11

Vacinação na ChinaGetty Images

O lockdown contra a Covid-19 em Xangai, na China, deixou de vigorar à meia-noite de quarta-feira (1º/6), no horário local. Após dois meses de restrições impostas para combater a disseminação da doença na cidade, cidadãos comemoram o fim da medida, de acordo com informações da agência de notícias britânica Reuters.

Xangai é a maior cidade do país e conta com um dos maiores núcleos financeiros do mundo. Com o fim das medidas de restrição, os 25 milhões de habitantes da metrópole podem sair de casa, voltar ao trabalho e utilizar os sistemas de transporte público.

“Todo mundo se sacrificou muito. Este dia foi duramente conquistado, e precisamos apreciá-lo e protegê-lo. E receber de volta a Xangai que conhecemos e sentimos falta”, afirmou o porta-voz do governo chinês, Yin Xin.

Devido às medidas de restrição, a economia chinesa foi prejudicada. No primeiro trimestre deste ano o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu 3,1%, uma redução em comparação com o mesmo período do ano passado, com aumento de 4,8%. Em abril, o país registrou uma média de 21,2 infecções por milhão de habitantes.

Mesmo com o fim do bloqueio em Xangai, o uso de máscara continua obrigatório e as lojas só poderão receber 75% da sua capacidade máxima. Além disso, moradores deverão realizar testes de Covid-19 a cada 72 horas para acessar locais públicos.

Como forma de comemoração, moradores foram vistos realizando piqueniques nos gramados da cidade e pessoas andando de bicicleta nas avenidas do grande centro econômico.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias