Após cometer fraude, mulher recebe R$ 2,5 milhões de auxílio nos EUA

A americana confessou o crime e admitiu ter roubado identidades e assistido a vídeos no YouTube sobre como proceder com a fraude

atualizado 17/12/2020 18:57

Arquivo/Agência Brasil

Cara Marie Kirk-Connell, moradora da Califórnia, nos Estados Unidos, recebeu US$ 500 mil em benefícios pagos pelo governo americano durante a pandemia de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. A quantia é o equivalente a R$ 2,5 milhões.

A mulher se declarou culpada durante audiência no Tribunal Distrital de Los Angeles. Ela admitiu ter roubado identidades e assistido a vídeos no YouTube, nos quais aprendeu sobre como fraudar o sistema e receber o auxílio.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

De acordo com o UOL, Cara também utilizou números de Seguro Social e informações pessoais roubadas para adquirir o benefício. O auxílio é para desempregados em meio à pandemia e trabalhadores autônomos.

A audiência ocorreu nessa quarta-feira (16/12). Se condenada, ela pode cumprir pena de no máximo 10 anos. A sentença ocorrerá em abril de 2021.

Mais lidas
Últimas notícias