9 de novembro de 1989: o mais conhecido muro do mundo cai num mal-entendido

Foram 28 anos de uma cicatriz feia sefirgurando uma das maiores capitais do centro da Europa. E o símbolo da guerra fria caiu com uma frase

atualizado 09/11/2020 5:23

Muro de BerlimMetrópoles

“Pelo que entendo, imediatamente”. São 18H57 em Berlim oriental nesta quinta-feira gélida de 9 novembro de 1989. A frase que acaba de ser pronunciada por Günter Schabowski, porta-voz do governo, vai fazer o que nenhuma negociação conseguiu em mais de 28 anos: derrubar o muro de Berlim. E foi justamente um erro de interpretação dele.

O muro, são 155 km de vergonha, como ele é chamado pelos alemães do lado oeste. O país está dividido desde o fim da segundo guerra mundial, quando as forças ocidentais pelo oeste, e as tropas russas pelo leste, se encontraram para libertar Berlim do regime nazista, em 1945.

Do lado oeste, uma república federal que se reorganiza para voltar a ser uma das maiores potencias industrial, com a ajuda dos Estados Unidos. Do lado leste, um regime satélite de Moscou que aplica as receitas econômicas soviéticas: planejamento e comunismo.

Rapidamente, a diferença aparece. Enquanto o oeste se torna liberal e bem-sucedido economicamente, o leste patina em planificações de produção decididas a milhares de quilômetros por russos. A fronteira entre as duas Alemanhas está bem trancada.

Mas em Berlim, há vários pontos de passagem da cortina de ferro. Mais de 2,5 milhões de habitantes do leste vão trocar de lado. Por isso a construção do muro, numa só noite em agosto de 1961. E se Günter tivesse sido mais organizado em suas pastas, talvez o muro ainda estaria de pé…

Quer saber mais sobre as pastas do Günter? Os Cabeças da Notícia explicam o que aconteceu no fim de tarde de 9 de novembro há 21 anos em Berlim nesta segunda-feira (09/11) na Rádio Metrópoles. FM 104,1 em Brasília e região, e em todo o mundo pelo aplicativo.

 

 

 

 

Mais lidas
Últimas notícias