Todos os donos de armas poderão comprar mais munição anualmente

O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta terça-feira (07/05/2019) vai permitir a compra de até 5 mil munições por ano para os donos de armas de uso permitido e 1 mil para armas de uso restrito, de acordo com o porta-voz do Palácio do Planalto, general Otávio do Rêgo Barros. Além do aumento […]

atualizado 07/05/2019 22:06

O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta terça-feira (07/05/2019) vai permitir a compra de até 5 mil munições por ano para os donos de armas de uso permitido e 1 mil para armas de uso restrito, de acordo com o porta-voz do Palácio do Planalto, general Otávio do Rêgo Barros.

Além do aumento da quantidade de munição comprada por ano, o texto  – que será publicado na edição desta quarta-feira (08/05/2019) do Diário Oficial da União – também autoriza a venda de armas e munições em estabelecimentos credenciados pelo Comando do Exército. Isso vai facilitar a abertura de lojas que comercializem armas. O Exército terá um prazo para responder ao pedido apresentado pelo interessado em realizar este tipo de venda e, caso a instituição não responda a tempo, a loja poderá ser aberta. A possibilidade está vinculada a outro ato assinado pelo governo, na semana passada, a chamada MP da Liberdade Econômica.

Últimas notícias