Palácio do Planalto será esvaziado para simulação de incêndio

O Palácio do Planalto será completamente esvaziado, nesta sexta-feira (23/05/19), para um treinamento de incêndio organizado pela Brigada do local. O procedimento ocorre, em média, uma vez ao ano e segue o protocolo de segurança como se houvesse realmente um acidente com chamas no prédio. Dessa forma, ministros e, secretários de governo serão retirados do local, […]

atualizado 23/05/2019 16:46

O Palácio do Planalto será completamente esvaziado, nesta sexta-feira (23/05/19), para um treinamento de incêndio organizado pela Brigada do local. O procedimento ocorre, em média, uma vez ao ano e segue o protocolo de segurança como se houvesse realmente um acidente com chamas no prédio.

Dessa forma, ministros e, secretários de governo serão retirados do local, caso estejam em seus gabinetes. Com a simulação programada para 16h, um alarme deve tocar e os brigadistas vão passar nos andares organizando as pessoas em fila e em direção às saídas. Nas recomendações encaminhadas aos funcionários, foi requisitado que eles levem seus pertences pessoais.

Após a retirada dos civis, eles devem ficar por pelo menos 20 minutos do lado de fora do Planalto, aguardando novas instruções de entrada.

Neta sexta, o chefe do Executivo federal, Jair Bolsonaro (PSL), estará em agenda pelo Nordeste, e o vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), seguirá em sua visita à China. As agendas do chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e do ministro do Gabinete de Segurança institucional (GSI), general Augusto Heleno, ainda não foram divulgadas.

Últimas notícias