“O empresário não é inimigo do Estado”, diz Eliana Pedrosa em debate

A candidata ao Palácio do Buriti Eliana Pedrosa (Pros) abriu o debate entre sete dos 11 postulantes ao GDF, realizado nesta terça-feira (28/8) pela TV Brasília/Correio, falando sobre os contratos que a empresa de sua família tem com o poder público. “Prezo pela segurança jurídica. Os contratos que estão vigentes continuarão e, ao término, não […]

atualizado 28/08/2018 17:34

A candidata ao Palácio do Buriti Eliana Pedrosa (Pros) abriu o debate entre sete dos 11 postulantes ao GDF, realizado nesta terça-feira (28/8) pela TV Brasília/Correio, falando sobre os contratos que a empresa de sua família tem com o poder público. “Prezo pela segurança jurídica. Os contratos que estão vigentes continuarão e, ao término, não serão renovados”, disse.

A candidata Fátima Sousa (PSol) rebateu. A docente alegou que essa era a grande diferença entre ela e a rival: “Sou uma gestora pública, do bem público, e não estou a serviço de empresários”, afirmou. Eliana Pedrosa contestou. A ex-distrital argumentu que o “empresariado não é inimigo do Estado”.

De acordo com a postulante do Pros, as empresas precisam prosperar no DF para gerar empregos. “Temos de acabar com essa cultura de criticar empresários. É preciso estimular.”

O debate começou às 17h. A emissora optou por convidar apenas sete dos 11 candidatos ao GDF. Participam Alberto Fraga (DEM), Eliana Pedrosa, Fátima Sousa, Ibaneis (MDB), Miragaya (PT), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Rogério Rosso (PSD).

O critério de escolha usado foi o dos postulantes que mantêm filiados a partidos com pelo menos cinco representantes no Congresso Nacional.

Mais lidas
Últimas notícias