No Senado, Weintraub comete gafe e confunde “Kafka” com “kafta”

Na audiência da qual participou, na manhã desta terça-feira (07/05/2019), na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal, onde apresentou as diretrizes e os programas prioritários da pasta, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, cometeu um deslize que viralizou nas redes sociais. Ao falar aos senadores que havia sofrido um processo administrativo “inquisitorial […]

atualizado 07/05/2019 22:57

Na audiência da qual participou, na manhã desta terça-feira (07/05/2019), na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal, onde apresentou as diretrizes e os programas prioritários da pasta, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, cometeu um deslize que viralizou nas redes sociais.

Ao falar aos senadores que havia sofrido um processo administrativo “inquisitorial e sigiloso”, no qual foi “investigado, processado,  julgado e inocentado” durante um ano e 8 meses, o ministro confundiu Franz Kafka, escritor alemão autor de romances e contos, entre os quais “A Metamorfose”, com a iguaria de origem árabe kafta.

“Que eu saiba, só a Gestapo fazia isso”, disse Weintraub sobre o processo do qual foi alvo. “Ou no livro do Kafta ou a Gestapo”, emendou.

Confira “Kafka” x “kafta” no vídeo divulgado pelo site O Antagonista:

Últimas notícias