metropoles.com

Presidente nacional do Psol afirma que PF tenta intimidar Boulos

Juliano Medeiros atacou convocação do pré-candidato ao Planalto pela ocupação do MTST do triplex no Guarujá atribuído ao ex-presidente Lula

atualizado

Compartilhar notícia

Psol / Divulgação
psol
1 de 1 psol - Foto: Psol / Divulgação

Presidente nacional do PSol, o historiador Juliano Medeiros classificou como “absurda” e “intimidatória” a convocação pela Polícia Federal do pré-candidato ao Palácio do Planalto do partido Guilherme Boulos. O presidenciável terá de prestar depoimento na quinta-feira (7/6) sobre a ocupação liderada pelos militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) do tríplex no Guarujá (SP) atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O protesto foi uma forma de chamar atenção contra a prisão de Lula, uma das bandeiras do partido. Boulos é um dos coordenadores do movimento. Apesar disso, Juliano Medeiros sustenta que a convocação do pré-candidato ao Planalto é exagerada.

“Primeiro, porque Guilherme Boulos não estava na ocupação; e, segundo, porque, mais uma vez, a Polícia Federal busca criminalizar a política e os movimentos sociais”, declarou.

Medeiros garante que, durante a oitiva, estará ao lado de Boulos na Polícia Federal. “Vamos apoiar o nosso candidato diante dessa tentativa de intimidação”, argumentou.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações