Aos meus queridos leitores do Metrópoles, a minha gratidão

Em abril de 2015, recebi o convite para ajudar a construir um legado a Brasília: participar da criação de um veículo de comunicação onipresente, integrador e acessível. Inspirada, prontamente aceitei o desafio de erguer esse sonho junto com outras dezenas de colegas, tornando-o também meu. Motivada, dediquei incansável determinação em colaborar com o competente time de […]

Filipe Cardoso/Especial para o MetrópolesFilipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

atualizado 10/11/2018 18:38

Em abril de 2015, recebi o convite para ajudar a construir um legado a Brasília: participar da criação de um veículo de comunicação onipresente, integrador e acessível. Inspirada, prontamente aceitei o desafio de erguer esse sonho junto com outras dezenas de colegas, tornando-o também meu.

Motivada, dediquei incansável determinação em colaborar com o competente time de profissionais à frente do projeto.

Em equipe, construímos o Metrópoles. Apadrinhamos as causas dos brasilienses e desbravamos as mais distintas áreas. Garantimos furos, destacamos agendas e soluções, e colhemos os frutos com uma audiência que hoje é referência em todo o país.

Na minha coluna, procurei retratar Brasília com uma narrativa de tom poético, desvendando sua vida cultural e social, entretenimentos, bastidores, oportunidades gastronômicas e aplaudindo iniciativas empreendedoras, artísticas, comerciais, de design e moda, além de seus personagens expoentes.

A este espaço emprestei meu nome e dediquei esforço. A coluna teve sua narrativa voltada à cena brasiliense, para que o brilho maior fosse da cidade.

Democratizamos a sociedade por meio de um olhar leve e uma linguagem direta em 1.891 publicações autorais. Como resultado, tivemos mais de 3.732.894 milhões de visualizações, que provam o sucesso da coluna ao longo desses três anos e meio.

Nesse tempo, tive a oportunidade de registrar a diversidade cultural e social dos brasilienses, sempre a retratando com respeito, delicadeza e profunda admiração. Não houve concorrência, mas complementariedade; não houve ruídos, mas aplausos a Brasília.

Foi uma enorme alegria ter compartilhado o meu olhar por esta capital. Aos estimados colegas e fiéis amigos e leitores, com gratidão pela experiência, sigo em novos projetos que continuarão a ter o amor por Brasília como norte.

Foto: Giovanna Bembom/Metrópoles
Isadora Campos

Últimas notícias