Por dentro do Mezanino, gastrobar que abriu as portas na Torre de TV

Com vista 360º da cidade, o Mezanino promete agitar a Torre de TV com gastronomia brasileira feita por chefs nordestinos

atualizado 24/11/2021 19:23

Na foto, camarões e coração de galinha com bacon em prato azulado e fundo pretoDivulgação

A Torre de TV é um ícone da capital. Localizada no coração da cidade, ela já abrigou diversos eventos e operações gastronômicas itinerantes. Agora, o ponto será palco de mais um projeto: o Mezanino. Capitaneado por Rafael Godoy, João Maione, Rodrigo Amaral, Bruno Barra, Ivan Hauer, Bhaskar, Bruno Barbosa e Lucas Batista, o gastrobar tem visão 360º da cidade e abriu as portas para o público no último sábado (20/11).

Contando com um café e bar, o Mezanino da Torre funcionará o dia inteiro e promete experiência sensoriais. O menu foi feito pelos chef Marcos Nery e Matheus Brito, conhecidos pelo comando da cozinha do Lóca Cozinha Intuitiva em Pipa, no Rio Grande do Norte.

“Eu e Matheus fomos convidados para fazer esse cardápio e foi um grande prazer. A ideia é trazer algo de fora, diferente do que tem em Brasília, com a proposta de resgatar ingredientes que foram deixados de lado na gastronomia e promover uma harmonização com sabores inusitados e saborosos”, contou Marcos, em entrevista exclusiva ao Metrópoles.

Para o café da manhã, servido das 9h30 às 11h, vale destacar o Pão Pretzel (R$ 7), o Brioche (R$ 6) e o Croissant (R$ 13), feito em parceria com a Castália. Para acompanhar, Copa lombo defumada (R$ 9) e Bacon artesanal (R$ 7), vindos diretamente da cozinha de Leo Hamu. Outra boa pedida para complementar é a Guacamole (R$ 5) e a Ricota da casa (R$ 5).

Na foto, a mãe de um homem tatuada apoia uma pasta verde que está sendo colocada em cima de um pedaço de pão tostado com presunto cru
Os chefs vieram do Rio Grande do Norte para fazer parte do projeto na capital

Para beber, o Café com pudim (R$ 12), servido com creme de pudim ao invés do tradicional leite. Os doces ficaram por conta do Devil’s Cake (R$ 22); ainda a Torta de Castanha de Caju (R$ 24), servida com creme de nata de goiaba e gelato de leite; e o Pain Perdu (R$ 22), que é um brioche caramelizado, frutas vermelhas, creme de requeijão de corte, sorvete de tapioca e pralineé de barú.

Quem preferir curtir a noite no local dispõe de um menu completo, com entrada, pratos principais e sobremesas. Para começar, Croqueta de língua e tartar de camarão (R$ 36), servida com maionese de cebola caramelizada com cenoura; Ceviche de peixe branco com cajú com patola de caranguejo (R$ 39), servido com chips de banana da terra; e o Steak tartar (R$ 42), feito com vôngoles ao vinho branco, tripa crispy e crackers de biju.

0

Entre os principais, Ravióli de peru (R$ 63), que leva massa fresca de milho, crudo de camarão, creme de queijo meia cura com champagne e gastrique de frutas vermelhas da estação; Cupim 6 horas (R$ 79), servido na manteiga de garrafa, com pirão de queijo, farofa de castanha de caju, chips e vinagrete de banana da terra; e Fideuá terra e Mar (R$ 69), com camarão, coração de galinha e bacon.

Nas sobremesas, Bolo de rolo (R$ 38), servido com sorvete de pinha, calda quente de goiabada e crocante de parmesão; La lechera (R$ 37), com suspiro de leite, mousse de iogurte, doce de leite, pé de moça, biscoito de nata com limão siciliano e queijo do reino; e Quindim & Quindim (R$ 35), com creme de quindim com baunilha, casquinha de côco, tuille de fio de ovos e redução de maracujá.

Durante todo o projeto, eles ficarão divididos entre Pipa e Brasília. “Vamos passar metade do mês aqui e metade lá. Não vamos deixar nenhuma das cozinhas desassistidas”, reforça o chef, que indicou ainda ter outros planos para a cidade. “Esse projeto é a porta de entrada da gente aqui na capital do país”, finaliza Marcos.

0
Os brindes

A carta de bar, assinada pelo mixologista Gustavo Guedes, conta com clássicos, releituras e coquetéis exclusivos. Vale pedir o Capital Mule (R$ 31), feito com vodca Stanislav, maracujá, gengibre, mostarda Dijon, limão e espuma de cupuaçu com wasabi; o Monumental (R$ 33), que leva espumante Brut, St. Germain, licor de lúpulo, xarope de manjericão e club soda; e o Da Torre (R$ 37), com vodca Pravda, cordial de framboesa com cassis, pimentão vermelho, limão siciliano, água tônica e espuma de gengibre. “É uma carta democrática, para todos os públicos”, garante Guedes.

A decoração é da dupla de arquitetas Tainá Martins e Tina Canarim. O projeto do espaço conta com pontos instagramáveis e conversa tanto com o bar, quando com o café, e também com a galeria de arte chamada Galeria Nós.

Mezanino

Eixo Monumental, Torre de TV. Quarta e quinta, das 9h às 00h. Sexta, das 9h às 2h. Sábado, das 20h às 2h. Domingo, das 9h às 00h. 

Mais lidas
Últimas notícias