*

Rodrigo Caetano adora cozinhar. Qualquer atividade que faça nas horas vagas de seu ofício de jornalista tem a ver, de alguma forma, com a comida: experimentar ingredientes e receitas, conhecer restaurantes, mercadinhos e empórios da cidade, viajar com um roteiro gastronômico em mãos, folhear algum dos mais de 80 livros de culinária que coleciona…

Há oito anos resolveu compartilhar essa paixão publicamente, criando o blog Gastronomix, que com o tempo deixou de ser um blog pessoal para se tornar um boletim informativo do mundo gastronômico. “Do mundo”, literalmente, já que ali é possível encontrar dicas de restaurantes e bares desde a pequena cidade de Siem Reap, no Camboja, à mineira Tiradentes.

Felipe Menezes/Metrópoles


Mesa para seis

No início deste ano, Rodrigo se mudou de um apartamento menor, no Sudoeste, para outro mais amplo, na Asa Norte. O projeto de reforma do novo imóvel já previa o espaço adequado para seu novo plano: uma copa e cozinha integrados, onde pudesse mostrar suas habilidades culinárias em jantares para pequenos grupos.

Esse plano começa a ser posto em prática no próximo dia 13/8 (sábado), quando ele recebe o primeiro grupo de seis pessoas para experimentar um menu mediterrâneo de cinco etapas.

Não tenho, em princípio, nenhuma intenção de encarar isso como um negócio. A ideia é poder conhecer pessoas interessadas em gastronomia, trocar ideias, receber outros chefs para cozinhar, combinar esses jantares com oficinas culinárias ou de drinques, por exemplo"
Rodrigo Caetano, jornalista e chef

Bastou Rodrigo anunciar o primeiro jantar em sua página no Facebook para chover interessados em participar. Não demorou para que três grupos fossem formados. Mas a intenção é que a periodicidade seja mensal. O segundo encontro já tem data marcada, dia 3 de setembro, e o menu será tailandês — culinária pela qual é particularmente apaixonado.

Onde fica o Kitchen11?
O projeto tem um nome curioso, Kitchen11. É que o apartamento anterior, no Sudoeste, era de número 311. Por conta disso, Rodrigo pôs na porta uma placa com o número 11, pouco depois, enfeitou a entrada com outra plaquinha, onde estava escrito “Kitchen”. Daí passou a postar no Facebook as fotos dos pratos que fazia com a hashtag #kitchen11. “Onde fica esse restaurante?”, muita gente perguntava.

Eis que finalmente o Kitchen11 será aberto. Mas não é exatamente um restaurante, é um lugar “para receber amigos em clima descontraído, bater papo e, é claro, comer e beber”, descreve Rodrigo Caetano. Para executar o plano, ele conta com o auxílio de Daniel Bittar, com quem divide o charmoso imóvel na Asa Norte.

Além de ser fera no mise en place, Daniel é quem prepara a trilha sonora para cada noite. Essas aliás, estarão acessíveis mesmo a quem não conseguir agendar uma noite no Kitchen11, basta acessá-las no perfil dele no Spotify. E o que faz para marcar uma ida ao Kitchen11? Tem que contatar o Rodrigo pelo 99961-3021 ou por meio do perfil dele no Facebook, onde também são divulgados os menus de cada encontro.

Confira o cardápio do jantar inaugural, preço e regras sobre vinho:

Entradinhas
– Brusqueta de abobrinha, alecrim, limão siciliano
– Salada de melancia, queijo de cabra, agrião, hortelã

Entrada
– Mini shakshuka (molho de tomate natural temperado com ovo de codorna) + baguete sourdough (fermentação natural)

DivulgaçãoPrato principal
– Polvo com páprica picante, húmus, salada de coentro e salsa e limão galego

Sobremesa
– Ganache de chocolate amargo, Cointreau e raspas de laranja

Incluídos água sem gás e café coado

Preço: R$ 120 por pessoa

Há opção de harmonização com vinhos, por mais R$ 60
Sequência: Espumante Garibaldi Brut + Goulart M The Marshall Barrancas Malbec 2013 + Las Torres Reserva Gewürztraminer 2015

Ou você pode levar o seu próprio vinho, sem custo de rolha.



 

COMENTE

culináriarodrigo caetanochefs em domicílio

Leia mais: Comer