Artigo: conheça os principais substitutos do açúcar refinado

Muitos estão tentando cortar esse ingrediente da sua dieta, conheça algumas alternativas interessantes

Suwannar Kawila / EyeEm, Getty ImagesSuwannar Kawila / EyeEm, Getty Images

atualizado 17/02/2019 15:30

O refinado é, certamente, o açúcar mais utilizado tanto na gastronomia quanto para adoçar, mas, ultimamente, vem sendo mal quisto pela população e raramente recomendado por médicos e nutricionistas. Assim, iniciou-se um processo de substituição: conheça as alternativas mais populares.

http://gph.is/1hcKAn7

Açúcar mascavo: é o derivado de cana mais saudável para adoçar. Representa o açúcar da cana em estado mais bruto e, consequentemente, menos processado, contendo maior quantidade de nutrientes e fibras. Pode substituir o refinado em praticamente qualquer receita, mas deixa o preparo perceptivelmente mais pesado e confere um sabor caramelado ao preparo.

http://gph.is/2cs3R5N

Mel: embora calórico, é o substituto mais nutritivo. Usado em massas e pães de ló, confere um dourado mais intenso, maiores densidade e elasticidade. O sabor tradicional também é pronunciado quando utilizado. Para substituir em receitas, usar 75% do peso que utilizaria do açúcar.

Stevia: é o adoçante da moda das dietas, possui poder de adoçar centenas de vezes superior ao açúcar refinado. Deve-se dividir por oito a quantidade quando utilizado em uma receita e, caso o açúcar seja fator primordial no ponto do seu preparo, é bem provável que seu uso não seja recomendado. Possui um retrogosto pouco desejado.

http://gph.is/2wl7AwY

Xilitol: o coringa das dietas é derivado de álcool e amplamente utilizado na gastronomia fit. Use em suas receitas metade do que utilizaria de açúcar, mas tome cuidado, algumas pessoas costumam ter gases ou náuseas ao ingeri-lo. E um aviso, é extremamente tóxico para cachorros, então mantenha longe de seu pequeno felpudo.

http://gph.is/15CQ3fX

Adoçantes artificiais culinários: aspartame, sacarina, sucralose, nenhum desses é muito recomendado. A maioria deles tem retrogosto amargo e desagradável, além de serem associados a diversas doenças (são basicamente produtos químicos artificiais). Seu uso em receitas só é recomendado em caso de diabetes e se orientado pelo médico (o cozinheiro aqui não recomenda por questões palatáveis).

Últimas notícias