*

Cercada por muito burburinho, a abertura da mais nova boate de Brasília, a Pink Elephant, rola nesta quinta-feira (15/3), a partir das 21h. Localizado à beira-lago, em frente à churrascaria Steak Bull, o espaço terá capacidade para 800 pessoas e será comandado por Roberto Oliveira, à frente do Grupo Oliveira.

Entre os diferenciais da casa, está a vodca exclusiva, que será lançada em um evento fechado para influenciadores e convidados. “Feita com cereais nobres importados da Europa, a Pink Elephant é classificada como super premium e envasada no sul do país”, conta William Razzy, sócio-diretor da marca.

O conceito nasceu após dois anos de pesquisa na Rússia, Polônia e França. “Queríamos uma receita leve e de qualidade. A expectativa da chegada em Brasília é alta, principalmente por se tratar de um produto sem glúten, açúcar, conservantes e aditivos, algo que o consumidor está bastante atento hoje em dia”, analisa.

Inicialmente, a bebida será vendida apenas nas casas da rede Pink Elephant e pelo aplicativo. O preço é de R$ 120 (garrafa). “Teremos um ritual especial para quem comprar a vodca em nossos estabelecimentis, mas será surpresa”, antecipa. “A partir do segundo semestre deste ano, iremos expandir a venda para adegas e locais especializados em bebidas premium“, completa.

Ao Metrópoles, o bartender Rinaldo Honorato apresentou, em primeira mão, o drinque carro-chefe da boate. Batizado de Pink Elephant, o coquetel é cítrico e levemente doce.

Confira:

 

Para preparar o drinque Pink Elephant, use:
50ml de vodca;
30ml de clara de ovo pasteurizada;
30ml de suco de limão;
30ml de vinho do Porto;
30ml de purê de morango.

– Misture bem, com muito gelo e sirva em um copo alto. “Decore com anis e flor de hibisco. Finalize com gotas de bitter para destacar o aroma”, ensina Rinaldo.



 

COMENTE

VodcacoquetelariaPink elephant

Leia mais: Beber