*

Quem vê os garrafões de vidro marrom pela primeira vez, geralmente, pergunta: é para guardar remédio? De fato, os recipientes parecem saídos do armário de um boticário do início do século passado, mas são os chamados growlers: recipientes usados para encher de chope fresco e levar para casa. Feitos de vidro, metal, cerâmica ou plástico, alguns são tão bonitos que se tornaram itens de colecionador.

Embora algumas casas encham as garrafas direto nas chopeiras, não é o ideal: dessa forma, é a mesma coisa que colocar a cerveja num copo. Para garantir o frescor da bebida, é preciso colocar o growler em uma máquina específica, que injeta o chope ali num sistema de contra-pressão, com bastante carbonatação.

“A recomendação é manter em geladeira e consumir em até três dias. E se abrir, tem que beber na hora: é como um refrigerante, quando você abre, libera o gás”, ensina o gerente de eventos e delivery da Corina, Pedro Werneck.

Exceto os growlers de plástico, todos os recipientes são feitos de materiais reutilizáveis. A responsabilidade do cliente é uma só: manter a garrafa limpa. “Se ele guardar o growler sujo, pode criar fungos e bactérias que contaminam a cerveja. A recomendação é, assim que terminar de beber, enxaguar duas vezes com água quente, deixar secar bem, colocar de 50ml a 100ml de álcool 70 no fundo e guardar fechado”, instrui o cervejeiro.

Na hora de comprar, fica o alerta: embora os growlers de cerâmica sejam muito bonitos, existe o risco de rachadura no interior da garrafa. Com a pressão da máquina, a explosão é um perigo real. Por isso mesmo, todas as máquinas de contra-pressão têm uma porta reforçada, para prevenir acidentes. “A pessoa tem que procurar o growler adequado ao perfil de consumo dela. Não adianta comprar um de cinco litros se ela bebe sozinha, em casa. Se abrir, tem que consumir tudo”, alerta Werneck.

Veja as diferenças dos materiais usados para fazer growlers:

Cícero Lopes

Chope na lata
Outro jeito de levar chope fresquinho para casa é com o crowler. A nomenclatura é uma mistura de growler com can, lata em inglês. “O legal é que ele tem a durabilidade maior que a do growler. Depende da cerveja. Se for uma bebida mais leve, dura de sete a 10 dias. Cervejas mais alcoólicas e lupuladas aguentam pelo menos 20 dias na geladeira”, comenta Felipe Gentil, proprietário do Beco das Garrafas.

A diferença se dá pelo envasamento da bebida. A lata, sem tampa, recebe a cerveja diretamente da chopeira e só então vai para uma máquina, que tampa o recipiente e o deixa hermeticamente fechado. “A vantagem que eu vejo é que o cara pode levar diferentes tipos de chope”, brinca Gentil, que vende latas de 473ml de chope em sua loja.

Veja onde pegar o seu:

Camburão do Chopp
316 Norte, Bloco B, Loja 65. Quarta-feira, das 18h30 às 21h30. Quinta e sexta-feira, das 17h30 às 21h30. Sábado, das 13h às 20h. Delivery no iFood e no Uber Eats. 
Valor do litro da cerveja: de R$ 30 a R$ 60

Corina Cervejas Artesanais
SOF Norte, Quadra 1, Conjunto B, Lote 11. Sexta-feira, das 17h à 0h. Sábado, das 11h às 20h. Domingo, das 11h às 18h.
Valor do litro da cerveja: de R$ 26 a R$ 55

Cowtainer
Shopping Pier 21. Segunda a domingo, das 12h às 2h.
Valor do litro da cerveja: de R$ 30 a R$ 55

Fábrika da Cerveja
Rua das Paineiras, nº 6-27, Águas Claras. Segunda-feira, das 14h às 18h. Terça a sexta-feira, das 14h às 22h. Sábado, das 9h às 18h.
Valor do litro da cerveja: de R$ 35 a R$ 70

Beco das Garrafas
116 Sul, Bloco C, Loja 3. Terça a sábado, das 16h à 0h
Valor do litro da cerveja: de R$ 16 a R$ 47