Pan: após boa estreia, Seleção feminina de vôlei perde para Argentina

Com a derrota para as argentinas, Brasil define seu futuro no Pan nesta sexta-feira (09/08/2019), quando duelará com os Estados Unidos

CBV/DivulgaçãoCBV/Divulgação

atualizado 08/08/2019 19:05

Sem contar com algumas das suas principais jogadoras em Lima, a Seleção Brasileira feminina de vôlei sofreu, nesta quinta-feira (08/08/2019), sua primeira derrota nos Jogos Pan-Americanos. Pela segunda rodada da fase de grupos, a equipe perdeu para a Argentina por 3 sets a 0, com parciais de 25/23, 25/19 e 25/23, em 1 hora e 34 minutos.

Após obter a classificação aos Jogos de Tóquio, em torneio qualificatório disputado na última semana em Uberlândia, a Seleção chegou ao Peru sem algumas das suas principais jogadoras, com Natália, Gabi, Bia e Tandara. E na estreia havia batido Porto Rico, por 3 a 0.

Agora, com a derrota para as argentinas, vai definir o seu futuro no Pan nesta sexta-feira (09/08/2019), quando duelará com os Estados Unidos, a partir das 15h, em busca de uma vaga nas semifinais – avançam os dois melhores de cada chave.

Macris, Lorenne, Maira, Lana, Mara e Lara, além da líbero Natinha, foram as titulares do Brasil, que também utilizou Juma, Paula Borgo e Tainara. A oposta Lorenne foi a maior pontuadora entre as brasileiras, com 18 pontos, enquanto a central Mara fez 10. E a oposta argentina Fresco foi a maior pontuadora do duelo, com 26 pontos.

“A Argentina jogou melhor e mereceu a vitória. Nosso passe não foi a contento e o ataque também não funcionou em alguns momentos. Tivemos chances no primeiro set, mas não aproveitamos. De qualquer maneira, foi uma partida em que nossas jogadoras lutaram e brigaram pelo resultado até o final”, disse o técnico José Roberto Guimarães.

No primeiro set, a Argentina começou melhor e abriu 5/2. O Brasil chegou a reagir e virou o placar para 9/6, mas não sustentou o bom momento, tanto que as argentinas voltaram a ficar novamente em vantagem, de 16/14, e ganharam por 25/23.

O segundo set foi todo dominado pela Argentina, que logo liderava o placar por 6/2. Foi ao segundo tempo técnico em vantagem de 16/12 e o fechou em 25/19. Na terceira parcial, o Brasil esboçou uma reação ao abrir 8/6 e 12/8. Mas permitiu a virada da Argentina, que triunfou por 25/23, fechando o jogo em 3 a 0.

Últimas notícias